capa saberes da restauração volume 1

Restauração florestal da Mata Atlântica é tema de fascículos mensais

Parceiros da restauração analisam mapa de área a ser restaurada Daniel Hunter/WRI Brasil
Parceiros da restauração analisam mapa de área a ser restaurada (Daniel Hunter/WRI Brasil)

São Paulo (SP), 17 de novembro de 2021 – O movimento Pacto pela Restauração da Mata Atlântica lançou a nova série ‘Saberes da Restauração’, material online destinado à capacitação técnica para projetos de restauração florestal no bioma.

Elaborado em linguagem acessível para o grande público, a série terá oito fascículos, lançados mensalmente no portal e nas redes sociais do movimento. 

“Essa é mais uma iniciativa dentro da missão do Pacto de difundir conhecimento e mobilizar diversos públicos para aumentar a escala das ações de restauração florestal no Brasil”, comenta Ludmila Pugliese, coordenadora nacional do movimento.

Clique para acessar o volume 1 ‘Aspectos Gerais da Restauração’ 

Adaptado a partir de conteúdo original apresentado pelo pesquisador Ricardo Ribeiro Rodrigues, do Laboratório de Ecologia e Restauração Florestal da Universidade de São Paulo (LERF/ESALQ/USP), o primeiro volume traz ‘Aspectos Gerais da Restauração’, com dados e informações sobre motivações, benefícios, métodos e técnicas empregadas nas ações de campo.

A publicação, lançada em evento online durante a III Conferência Brasileira de Restauração Ecológica (SOBRE2020), traz detalhes sobre as diferentes práticas ativas e passivas de restauração, que incluem o plantio de mudas e sementes nativas, a regeneração natural e o enriquecimento da diversidade de espécies, para aproveitamento econômico, por exemplo. Um dos destaques é o capítulo traz exemplos concretos com lições aprendidas em mais de 20 anos de projetos realizados.

Restauração é compromisso

A restauração florestal, especialmente na Mata Atlântica, é uma das principais estratégias brasileiras para colaborar no combate ao aquecimento global, limitar as mudanças climáticas e manter o aumento da temperatura média global em 1,5°C, em relação aos níveis pré-industriais. 

Os compromissos do país no Acordo de Paris, divulgados em 2015, incluem a restauração de 12 milhões de hectares de florestas até 2030, área equivalente à metade do território do estado de São Paulo.

Lançado em 2009, o Pacto pela Restauração da Mata Atlântica é um movimento da sociedade brasileira para difusão de práticas e ganho de escala das ações de recuperação da vegetação nativa em um dos biomas mais ameaçados do planeta. Atualmente, conta com mais de 300 membros, entre setores da sociedade civil, academia, iniciativa privada e poder público. Para conhecer outras publicações sobre a restauração florestal da Mata Atlântica, acesse www.pactomataatlantica.org.br/acervo.  

A série Saberes da Restauração é uma realização do Pacto pela Restauração da Mata Atlântica, com apoio do WRI Brasil, The Nature Conservancy – TNC Brasil e WWF-Brasil, concepção e projeto gráfico da Meme Comunicação. 

Close Bitnami banner
Bitnami